Como mudar permissões nas chaves de registro do Windows

terça-feira, outubro 17

Em todas as versões do sistema operacional da Microsoft existem algumas opções que só podem ser alteradas a partir do registro do sistema. Entretanto, as configurações de segurança do Windows muitas vezes não permitem que as chaves de registro sejam alteradas pelo usuário.
Para isso, é necessário alterar as permissões do registro em que se deseja mexer e, para ajudar nesta tarefa, o Baixaki traz este passo a passo simplificado.

Ganhando permissão para alterar registros 

Após abrir o Regedit, selecione a chave que deseja alterar. Em um clique com o botão direito em cima da chave, escolha a opção “Permissões”.

Na caixa que se abre selecione a conta de administração de seu computador, marque a opção “Permitir” em “Controle Total” e clique em “Aplicar”.


Se, mesmo assim, uma caixa de diálogo se abrir, impedindo a alteração , siga os seguintes passos:
Nesta mesma janela de permissões, selecione o botão “Avançadas”.
Na nova janela que se abre, clique na aba “Proprietário”. Caso o campo “Proprietário Atual” esteja marcado como TrustedInstaller, selecione o seu nome de usuário na box principal e marque a opção “Substituir o proprietário em subcontêineres e objetos”. Em seguida, clique em “Aplicar.


Pronto! Agora você já pode criar novas chaves e alterar qualquer valor deste registro.
Atenção! Antes de realizar qualquer alteração nos registros, crie um ponto de restauração do sistema.

Créditos: https://www.tecmundo.com.br

RSYNC - BAT elaborado

terça-feira, junho 20

Criar um BAT elaborado para marcar o início e fim do backup.

#!/bin/bash

INICIO=`date +%d/%m/%Y-%H:%M:%S`
LOG=/var/log/`date +%Y-%m-%d`_nome-do-arquivo-de-log.txt

echo " " >> $LOG
echo " " >> $LOG
echo "|-----------------------------------------------" >> $LOG
echo " Sincronização iniciada em $INICIO" >> $LOG


sudo rsync -Cravzp /pasta-de-origem/ /pasta-de-destino/ >> $LOG
FINAL=`date +%d/%m/%Y-%H%:M:%S`


echo " Sincronização Finalizada em $FINAL" >> $LOG
echo "|-----------------------------------------------" >> $LOG
echo " " >> $LOG
echo " " >> $LOG

RSYNC - Criar uma chave pública

Vamos criar uma chave pública, sem senha, e enviar para o servidor remoto. Após essa configuração você poderá usar o RSYNC para realizar os backups automaticamente pelo CRON.

No servidor onde vai enviar os dados, como root

# ssh-keygen -t rsa (pressione ENTER nas perguntas que surgirem)
 
# ssh-copy-id root@192.168.10.9 (o ip da máquina de destino)

Faça um teste de comunicação na porta ssh

# ssh root@ip_da_maquina_que_enviou_senha -p(porta)

*verifique a comunicação e a porta do ssh

Depois é só usar seu comando do rsync normalmente
rsync -arvz -e "ssh -p 22" --progress /var/www/html/ root@192.168.10.9


Caso ocorra algum erro, conferira as seguintes opções estão habilitadas em seu servidor ssh:

# /etc/ssh/sshd_config

RSAAuthentication yes
AuthorizedKeysFile .ssh/authorized_keys

Definir DC secundário como principal em caso de desastres

Busco reunir os melhores Tutoriais e Artigos, para auxiliar ponto crítico para alguns técnicos e administradores.

Alguma vez já se passou pela cabeça (ou nos piores casos já aconteceram). O que fazer caso o meu Domain Controller principal morrer (considere morrer como um desastre, a situação em que nenhum troubleshooting resolveu, um problema físico como discos, ou nos extremos casos, roubo de equipamento e até mesmo incêndio).

Se dentro do seu ambiente você não ter uma estrutura de contingência prepare-se para uma longa lista de chamados. Para tanto existem outras maneiras de se prevenir um desastre, porém as mesmas exigem um investimento maior a equipamentos (exemplificando um cenário de clustering), o que em algumas empresas não se faz jus o investimento.

Hyper-V 2012 – Mesclando Instantâneos (AVHD / AVHDX) manualmente ao (VHD / VHDX)

ESTE POST AINDA NECESSITA DE CONFIRMAÇÃO TÉCNICA, POIS VAI CONTRA TODAS AS ESPECIFICAÇÕES PUBLICADAS NA WEB.

ATENÇÃO!!!
Antes de começar é FUNDAMENTAL que você faça um backup do arquivo VHDX e de todos os demais AVHDX que existam. Aviso: siga por sua conta e risco.

Ordene os arquivos por DATA para facilitar o reconhecimento de qual é o mais novo e qual é o mais velho.


Para facilitar eu vou RENOMEAR os arquivos de instantâneos para nomes mais amigáveis.

 
BLOG DO FARNOKI © 2012 - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Daniel Farnoki | Tecnologia do Blogger